A verdade sobre dietas líquidas

As pessoas podem optar por dietas líquidas por vários motivos. Algumas usam como um meio rápido de perder peso, outras podem usá-las como um método temporário de limpeza do organismo ou como parte de um plano de tratamento médico para condições como a obesidade ou doenças do trato gastrointestinal. Tendo efeitos positivos e negativos, nesse artigo vamos desvendar para você a verdade sobre dietas líquidas.

Dietas líquidas e Foodz

O que são dietas líquidas:

Uma dieta líquida é um tipo de dieta em que as pessoas se alimentam principalmente de líquidos, como sucos, sopas e shakes. Elas geralmente são seguidas por um período curto de tempo e são usadas como um método temporário de perda de peso ou limpeza do organismo.

As dietas líquidas geralmente são compostas por alimentos que são fáceis de digerir e que não exigem muito esforço do sistema digestivo, do início ao fim: isso porque já corta-se o processo de mastigação que é muito importante na trituração dos alimentos em partículas menores, para facilitar o trabalho das enzimas. A nutricionista Maribel Melo¹, explica: "Enquanto estamos mastigando, nossas enzimas estão se preparando para atuar. Assim, o cérebro vai sendo informado de que o alimento está chegando, o que ajuda na saciedade e evita que se coma mais do que se precisa”, depois vamos conversar sobre a saciedade desse tipo de dieta, viu?

Perda de Peso em Dietas Líquidas:

Se você der um Google rápido vai encontrar infinitos cardápios e receitas de dietas líquidas na busca de emagrecer de forma rápida, porque na realidade no curto prazo funciona, o grande problema é quando olhamos para o longo prazo.

As pessoas podem perder peso em dietas líquidas por vários motivos. Em primeiro lugar, as dietas líquidas geralmente são muito restritivas e limitam o consumo de calorias, com o valor calórico menor do que seu corpo precisa, evidentemente você irá perder peso. 

Além disso, como esse tipo de dieta são compostas por alimentos que não requisitam muito trabalho do nossos sistema digestivo, como por exemplo um almoço tradicional (arroz, feijão, carnes e saladas), isso pode levar a uma diminuição no inchaço e na retenção de líquidos, o que pode fazer com que a pessoa perca de peso aconteça rapidamente.

Quais são os riscos de uma dieta líquida?

Como já falamos: o problema é quando olhamos para o longo prazo. Médicos e nutricionistas³ não indicam por muito tempo porque as líquidas não conseguem fornecer todos os macro e micronutrientes necessários para executar atividades vitais. Tem um baixo valor calórico, não é rica em proteínas, fibras, gorduras boas, entre outros nutrientes imprescindíveis para nossa saúde física e mental. Essas deficiências nutricionais graves podem levar a sérios problemas de saúde, incluindo:

  • Anemia: uma condição em que o corpo não tem suficientes glóbulos vermelhos saudáveis para transportar oxigênio para os tecidos do corpo. Isso pode causar fadiga, fraqueza e dificuldade para se concentrar.

  • Osteoporose: uma condição em que os ossos se tornam fracos e quebradiços. Isso pode aumentar o risco de fraturas ósseas, especialmente em idosos.

  • Falência dos órgãos: em casos extremos, o uso prolongado de dietas líquidas pode levar à falência dos órgãos, o que pode ser fatal.

  • Síndrome do intestino irritável (SII): as dietas líquidas podem agravar os sintomas da SII, como dor abdominal e diarreia.

  • Diabetes: as dietas líquidas podem afetar o controle do açúcar no sangue e aumentar o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Além dessas doenças mais sérias, mal-estar geral são evidentes: você sentirá mais dores de cabeça e náuseas. Outro efeito colateral é o desmaio em algumas pessoas, pois quanto menos calorias você consome, se não houver o balanceamento de outros nutrientes, haverá uma diminuição na produção de energia, podendo dar desmaios.

Dietas líquida para pré e pós operatório

Dietas líquidas para o pré e pós operatório

Dietas líquidas³ são muito comuns antes de cirurgia. Muitas vezes, os médicos recomendam dietas líquidas antes de cirurgias para limpar o trato gastrointestinal e reduzir o risco de complicações durante a cirurgia. A anestesia pode causar mal estar e interromper a cirurgia para vomitar é quase impossível, isso pode levar também ao paciente engolir o próprio vômito e se for uma cirurgia na parte intestinal é bastante complicado. Por isso, a recomendação média é a ingestão de dietas líquidas para não prejudicar o procedimento.

O pós cirurgia é um momento super especial e que define, na maioria das vezes, o sucesso do procedimento cirúrgico. Logo, você pode ainda sentir náuseas, mal estar, em especial seu estômago foi a “vítima” da operação”, e ingerir comida que requer mastigação é bem complexo, chega a dar mais náuseas, então nestes casos optar pelas dietas líquidas ajudam na recuperação do paciente.

O caso mais comum é quando se tem problemas de dentes, que mastigar a comida pode provocar mais ainda sensibilidade bucal. Logo consumir alimentos mais líquidos vai te ajudar a não ficar com fome.

Mas todos esses casos tem um início e fica claro o fim. Katherine Basbaum, nutricionista clínica da UVA Health, comenta que não é inteligente fazer esse tipo de dieta sozinho. Diz ela: “Alguém pode se colocar em uma dieta de suco líquido ou qualquer outra coisa por duas ou três semanas e perder 20 quilos, e a próxima coisa que você sabe é que está no hospital por vários motivos relacionados a deficiências nutricionais”.

Como fazer uma dieta líquida

É importante lembrar que as dietas líquidas devem ser seguidas sob supervisão médica e que é crucial obter aconselhamento nutricional antes de iniciar qualquer tipo de dieta líquida. Em geral, as dietas líquidas consistem em consumir apenas líquidos e alimentos que se convertem em líquidos uma vez ingeridos, como caldo, água com eletrólitos. Isso é até uma dica: Derreter, afinar, coar ou fazer purê de frutas, legumes, queijo e até carne pode ajudá-lo a consumir uma variedade de alimentos. Algumas dicas:
  • Caldo de osso: pode ser feito com qualquer tipo de osso, como frango, carne ou peixe. O caldo é rico em nutrientes e ajuda a reduzir a perda de eletrólitos;

  • Sumo de fruta: pode preparar sumos de fruta frescos ou congelados sem adição de açúcar. Evite sucos de frutas com polpa, pois podem conter pedaços de frutas que não sejam líquidos;

  • Shake de proteína: você pode preparar um shake com leite, iogurte, proteína de coco e frutas congeladas. Adicione um pouco de água para torná-lo mais líquido e fácil de consumir;

  • Bebida de arroz ou aveia: As bebidas de arroz ou aveia podem ser preparadas com água ou leite e adoçadas com mel ou açúcar mascavo. É uma rica fonte de carboidratos e ajuda a mantê-lo saciado durante uma dieta líquida;

  • SmartFoods: Apesar de ainda ser um termo ainda pouco conhecido no mercado de alimentação fora do lar, principalmente, no brasileiro, smart food funciona como uma alternativa ao prato tradicional que se come de garfo e faca, só que diferentes dos listados acima possuem todos os nutrientes de uma refeição completa.

Foodz é uma opção para dietas líquidas

Chegamos ao fim… e não poderia deixar de te falar de Foodz. É uma bebida líquida nutricionalmente completa com 25g proteínas, 8g fibras, carboidratos, gorduras e 25 vitaminas e minerais essenciais para suas atividades diárias. É uma opção para você que precisa passar por uma cirurgia no pré ou pós e que não quer ficar com sequelas das tradicionais dietas líquidas. Recomendo que você apresente para seu médico ou nutricionista para um parecer sobre suas reais necessidades e como Foodz pode te ajudar. Ele dará um melhor norte, para melhores resultados.

2 Foodz Pro Bags + 1 Shaker (26) - R$21,10 por refeição
R$549

Voltar para o blog