Jantar: O que é ideal para comer à noite?

O jantar é na maioria das vezes as sobras da refeição anterior (almoço) que foi levada a geladeira, ou apenas um pão com requeijão, não se levando em consideração a importância da qualidade e cuidado com o jantar, já que o nosso metabolismo está mais lento pela proximidade com a horário de dormir.

Hoje vamos desvendar quais alimentos são essenciais e ideais para um jantar.

O que acontece se pular a janta

Antes de tudo, é necessário abordarmos sobre a importância sentimental do jantar. Se você parar por um instante e pensar em filmes, séries e novelas, principalmente de época, como Orgulho e Preconceito, vai perceber que é no jantar que a maioria das famílias conseguem estar juntos ao redor da mesa. Em alguns lares, essa cultura ainda permanece forte, pois durante o dia é muito corrido: um saí às 7h, outro às 9h, ficam a mercê da atividade que realizam, então o jantar ainda permanece como um “ponto de encontro”. Claro que o fenômeno home office acarreta em outras nuances: uma disparidade entre o profissional e pessoal, e a necessidade de um jantar rápido, mas isso veremos ao decorrer do artigo.

Além da importância sentimental, falando diretamente sobre os nutrientes ideais, o jantar precisa ser uma refeição mais leve se comparado, por exemplo, ao almoço. Ao decorrer do dia nosso metabolismo vai diminuindo, então pesar nessa refeição pode acarretar em um péssima noite de sono - o que implica na produtividade e desempenho no dia seguinte. Como qualquer instrução nutricional dada, é importante entender o seu perfil, suas necessidades e procurar um profissional da área, pois um jantar mal feito, que leva a um sono ruim e a um mal na desempenho do dia posterior, como efeito cascata, gerará mais complicações incluindo um risco aumentado de hipertensão, diabetes, obesidade, depressão, ataque cardíaco e derrame.

O que comer e não comer no Jantar

Dando um Google rápido, são extensas as opções e variedades de receitas do que comer no jantar. Segundo estudos, um jantar ideal, precisa ser rico em melatonina, licopeno, vitamina B, o potássio, o magnésio e o triptofano são algumas das substâncias. Onde você encontrá-las? Nas frutas secas, iogurte natural, vegetais como cenoura, tomate, brócolis e aspargo, por fim nas carnes brancas e peixes. Com apenas isso você já tem uma noção das melhores opções, entretanto antes de te explicar melhor cada um, deixa eu te dizer o que deve evitar:

Alimentos condimentados, cafeína, carne vermelha e álcool, se possível, evite! É interessante consumir esses alimentos durante o dia, pois seu corpo está em movimento e vai conseguir digeri-los bem. Do contrário, consumidos à noite, podem te deixar com uma sensação de estômago inchado.

“Um jantar ideal apresenta um equilíbrio de vegetais, proteínas, grãos e gorduras saudáveis”, comenta a nutricionista Nathália Rizzo em entrevista à Insider. Explica Rizzo que: “o prato ideal é metade de vegetais, um quarto de proteína e um quarto de amido, como grãos ou vegetais amiláceos”, pois uma refeição assim ajuda você a ficar satisfeito e a evitar lanches noturnos.

Proteína no Jantar

As proteínas desempenham um papel imprescindível no funcionamento do corpo humano (Saiba mais com Foodz). Um dos principais papéis desse macronutriente é ser uma fonte de energia, atuando na aceleração do metabolismo e recuperação muscular. O ponto é que se consumido em grande quantidade pela noite, prejudicará seu sono.

Por isso, o ideal é substituir uma fonte de proteína animal por uma vegetal na hora do jantar. A proteína de origem animal estimula o estado de alerta e a motivação. Além disso, você fica com uma sensação de sobrecarga no estômago, pois o processo de quebra dos aminoácidos da proteína animal é bem maior que se comparado a proteína vegetal.

Legumes no jantar

Parece óbvio, mas legumes e vegetais são os mais indicados para um jantar. Eles têm a composição ideal de fibras que controlam os movimentos feitos pelo intestino e retardam o esvaziamento gástrico, com isso a digestão é mais lenta, o que contribui para manter a sensação de saciedade por mais tempo. Mais saciedade significa que você não vai recorrer às 21h a um delivery de comida.

Os legumes também são ricos em micronutrientes que auxiliam na manutenção de todo o organismo e na regularidade para reduzir o inchaço, a flatulência e as dores de estômago. Todos esses fatores apoiam uma ótima noite de sono e uma alta produtividade no dia seguinte.

Grãos, sementes e cereais no Jantar

Esses alimentos são ricos em aminoácidos que contribuem na regulação de inúmeros mecanismo fisiológicos, através da produção de serotonina, melatonina, quinurenina e a vitamina niacina. Por vez, esses bioativos compreendem uma funcionalidade de diminuir a ansiedade, o estresse, melhorar o humor e a depressão.

Logo o consumo de soja, ervilha, aveia, chia, arroz, milho possibilitam uma regulação desses aminoácidos. Quando não ingeridos na quantidade adequada, aumentam seu desejo por doces e gorduras não saudáveis após a refeição - o que deve ser evitado pela noite.

Hora certa da janta

Agora que já sabe o que comer e o que não optar para um jantar, a pergunta que sempre é caso de discussão: que horas é o horário do jantar?

Recomenda-se que esta refeição seja realizada entre 5 a 6 horas após o almoço - este intervalo compreende o tempo de já ter feito o lanche da tarde que é interessante não pular para evitar comer demais na hora do jantar. É interessante manter um período mais prolongado entre a última refeição e a hora de dormir, ajudando o cérebro a entender e concentrar em descansar e renovar, em vez de digerir.

Foodz no jantar

Até aqui já fica claro a importância de não pular essa refeição. E em uma rotina muito acelerada que está sendo perceptível a recorrência de não jantar, o que você deve fazer? Tomar Foodz! É conveniente, nutricionalmente completo e provavelmente mais barato do que uma alternativa pré-embalada.

Isso porque Foodz tem 25g de proteína de origem vegetal (a mais indicada para consumir à noite) micronutrientes vindos de 25 vitaminas e minerais essenciais que vão te ajudar a reter a saciedade por mais tempo. Tudo isso com o valor calórico ideal: são 353 Kcal em uma refeição Foodz. 

2 Bags + 1 Shaker (32) - R$17,15 por refeição
R$549